Acessos para Hemodiálise

O cirurgião vascuar é também responsável pelo acesso dos pacientes portadores de insuficiência renal terminal, que estejam ou não em programa de hemodiálise.

As fístulas arteriovenosas são cirurgias realizadas nos membros superiores, conectando uma artéria (sangue de alta pressão) a uma veia superficial (sangue de baixa pressão). O resultado é uma veia dilatada e com fluxo de sangue elevado o suficiente para ser puncionada toda a vez que o paciente faz a diálise.

Alguns pacientes, porém, não possuem veia disponível ou possuem limitada expectativa de vida, não sendo possível a realização da fístula. Nesse caso, podem ser implantados cateteres de hemodiálise de longa permanência.