Varizes dos membros

O que são varizes? Preciso tratá-las?

Varizes são dilatações anormais e persistentes nas veias superficiais dos membros inferiores. Nem sempre precisam de tratamento. Entretanto, na presença de varizes de grande tamanho ou sintomas como dor, cansaço, edema e peso no membro, recomenda-se o tratamento. A correta indicação deverá ser dada durante consulta com médico especialista.

 

Que tipos de tratamento existem para as varizes?

O tratamento com medicamentos e meia elástica é incialmente usado. Cirurgia convencional, radiofrequência, laser ou a escleroterapia com espuma são as técnicas empregadas em nosso meio como tratamento cirúrgico.

Com o advento das informações da mídia e disseminação do problema das varizes na população leiga, há a percepção de que todas as técnicas podem ser empregadas em qualquer paciente independente do quadro. Mas isso não é verdade. Cada paciente tem uma indicação precisa e individualizada

 

O que são os vasinhos? Devem ser tratados sempre?

Vasinhos ou telangectasias são dilatações de pequenos vasos na pele, podendo aparecer em praticamente qualquer parte do corpo, mais frequentemente nos membros. Muito raramente causam sintomas, porém frequentemente causam incômodo estético, motivo pelo qual são tratados.

 

Tenho dor nas pernas e vasinhos. Qual o melhor tratamento?

Depende. Algumas veias mais profundas podem estar dilatadas e causar os sintomas ou então a musculatura dos membros pode não apresentar funcionamento adequado pela inatividade física. Para o tratamento puramente estético das telangectasias está indicada a escleroterapia (secagem dos vasinhos). A determinação do tratamento ideal deve ser feita em consulta.

 

Subir escadas causa varizes?

Não. A causa das varizes é essencialmente genética e depende de outros fatores ambientais. Subir ou descer escadas não possui influência no aparecimento de varizes nos membros.

 

Como prevenir as varizes?

Não há método para impedir o desenvolvimento das varizes ou vasinhos. Porém, há certas modificações no estilo de vida que podem reduzir o risco de seu aparecimento, como controle a obesidade, prática de exercícios físicos, evitar uso de sapatos de salto alto e fazer uso de meias elásticas de forma regular.